Um especialista sempre à sua disposição

211 451 218 Ligamos-lhe

Fatura do gás natural

A maioria das pessoas não entendem a fatura de gás natural que pagam cada mês, por isso desde LojaLuz queremos lhe ajudar. Neste artigo lhe explicamos todas as partes de uma fatura de gás natural, continue a ler e entenda tudo.

Se ainda tiver alguma dúvida, não hesite em ligar-nos e nossos especialistas no mercado energético lhe ajudarão de forma gratuita e sem compromisso.


Entenda a tarifa contratada de gás natural

Para começar, a celebração do contrato energético requer uma instalação de gás natural na residência. Além disso, esta deve estar em bom estado, e com suporte suficiente para o consumo energético a realizar pelos habitantes da casa.

Uma vez com tudo pronto, pode passar a ligar o gás natural e celebrar um contrato energético. Compare todas as tarifas de gás natural existentes no mercado para escolher a mais vantajosa, já que cada tarifa se divide em duas partes, o termo fixo e o termo variável, e é neste último onde devemos procurar o maior desconto.

Termo fixo (€/dia): É um valor fixo que sempre pagará em sua conta de gás, independentemente do consumo. Seu valor está relacionado ao escalão de consumo de gás, que é a quantidade contratada de gás que poderá utilizar num ano. O cliente não precisa escolher o escalão de sua casa, este é baseado em seu consumo feito no ano anterior.

Termo de consumo (€/kWh): Geralmente representa a maior parte de uma conta de gás e é, de fato, o preço do kWh de gás consumido, ou seja, é referente ao valor que vai pagar pelo volume consumido.

Partes de uma fatura de gás natural

É muito comum que os clientes de gás natural não entendam a fatura de gás natural que recebem, já que esta se compõe de vários fatores, e por isso simplesmente realizam o pagamento sem questionar. No entanto, é recomendável analisar a fatura para verificar que o montante a pagar é o correto ou se existe algum erro.

Confira as diferentes partes de uma fatura de gás natural para saber o que está a pagar cada mês.

  • Informação de identificação
  • Nome e dados da empresa comercializadora contratada.
  • Nome e dados do titular do contrato.
  • Morada do fornecimento.
  • Resumo do montante a pagar
  • Total a pagar.
  • Período faturado.
  • Data limite de pagamento.
  • Informação geral (dados explicativos da tarifa contratada)
  • Escalão tarifário onde está referido.
  • Dados de contacto com a empresa.
  • Consumo de gás natural
  • Tipo de leitura: empresa (se foi a própria empresa a fazer a leitura), cliente (a leitura é comunicada por ele) ou estimada (leitura considerada ao ser impossível ter uma leitura real).
  • Consumo de gás natural em m3 (utilizado para o cálculo da fatura).
  • Fator de conversão de m3 a KWh (necessário para se obter o consumo faturado em KWh).
  • Valor do consumo a faturar (após a aplicação do fator de conversão)
  • Detalhe da faturação
  • Neste apartado aparece o termo fixo e o termo de consumo, separados pelo período de faturação. Pode comprovar a unidade de medida de cada termo, assim como o preço unitário e o valor sem IVA.
  • Informação de pagamento
  • De que maneira o cliente vai liquidar esse montante com a companhia.
  • Informação adicional
  • Em caso de ser preciso, a empresa comercializadora poderá comunicar ao cliente qualquer tipo de aclaração na parte de mensagens, bem seja referente á leitura como a algum serviço adicional.

Como realizar o pagamento da fatura de gás?

Os clientes em Portugal contam com três formas diferentes para realizar o pagamento do serviço do gás natural. Analise todas e escolha a que melhor se adapte a seu estilo de vida, e que lhe proporcione maior conforto.

  • Nas lojas das companhias, ou acreditadas para tal (papelarias ou correios); da forma mais tradicional.
  • Caixas de multibanco; é um procedimento fácil e prático. Receberá a factura de gás natural em sua casa e terá de proceder ao pagamento através da plataforma online que os bancos disponibilizam, ou a través da própria caixa multibanco, onde deve selecionar a opção pagamento de serviços e indicar qual o tipo de serviço e digitar os dados que a companhia lhe enviou. Esta forma lhe permite ter um comprovante do pago de forma imediata e sem grande dificuldade.
  • Débito direto; uma forma moderna e cômoda para o cliente. A própria companhia, com prévio consentimento do cliente, trata de todos os pagamentos diretamente com o banco. Além da comodidade, existe maior segurança, pois é possível receber a factura antecipadamente para que possa conferir todos os valores de consumo. Poderá anular a factura num prazo de 30 dias caso tenha existido algum tipo de engano.

Em quanto à forma de pagamento, é importante saber que em caso de atrasos ou faltas no pagamento, o titular contratual será chamado para resolver o conflito. No entanto, o prazo para realizar o pagamento dependerá de cada contrato energético.

Não existe um prazo fixo de pagamento. Este vai depender da política de cada comercializadora de gás natural.

Impostos na fatura de gás natural

Atualmente o governo inclui três taxas na fatura de gás natural, e todos os consumidores, tanto no mercado livre como no mercado energético, devem realizar o pagamento destes. Confira estes impostos a seguir:

  • Imposto Especial de Consumo de Gás Natural (IEC), o qual se encontra dentro da subcategoria de Imposto sobre produtos Petrolíferos e energéticos (ISP).
  • Taxa de ocupação do subsolo, cujo valor é fixado a depender do município.
  • Imposto sobre o valor acrescentado (IVA) é um imposto aplicado à conta de gás natural total.

Como poupar na fatura de gás natural

Além de contratar a tarifa de gás com o termo de consumo mais barato, devemos reduzir o consumo energético interno para conseguir poupar na fatura de cada mês. Veja alguma das dicas que a LojaLuz preparou para que você poupe no consumo de gás natural.

  • Dê preferência às panelas de pressão, já que estas cozinham os alimentos de forma mais rápida e necessitam de menos gás natural.
  • Não encha as panelas com água em excesso, já que isto faz com que demore mais tempo a ferver e gaste mais gás natural.
  • Uma vez que a panela estiver a ferver, reduza a chama, já que após ebulição a temperatura não pode aumentar mais.
  • Use o testo na panela, já que assim evita que o calor se evapore, e precisará de menos tempo para cozinhar.
  • Cozinhe nas bocas menores do fogão, já que estas consomem até 10% menos gás do que as bocas maiores
  • Desligue a boca do fogão antes do previsto, já que o calor acumulado continua a cozinhar os alimentos.
  • Confira que as chamas do fogão estão uniformes e azuis, já que se estas forem amarelas ou laranjas, pode significar que existe uma obstrução nas passagens do ar ou do gás.

Selectra é o 1º comparador de ofertas dos fornecedores de eletricidade e gás natural em Portugal.

Ler mais