A fatura da luz

preços eletricidade 2016

É importante entender a fatura de luz para saber o que estás a pagar cada mês. A maioria dos clientes não entende a tarifa de eletricidade e paga a mais por serviços adicionais que não precisa.

Para contratar a tarifa de luz mais barata, é necessário entender como esta e compõe e comparar todas as opções existentes no mercado livre. Se preferir, ligue-nos e faremos isto por você, de forma gratuita e sem compromisso!


Como contratar uma tarifa de luz

Para contratar uma tarifa de luz é necessário ter a instalação elétrica em bom estado e com suporte suficiente para a potência que deseja contratar. Uma vez com isso conferido, o cliente poderá contactar com a comercializadora e solicitar a ligação de luz à rede elétrica.

A continuação, o cliente deve escolher a tarifa elétrica para fornecer sua morada. Existem diversas opções no mercado livre da energia, por isso devemos comparar todas e escolher a que melhor se adapte a seus requerimentos ao preço mais baixo.

Se preferir, ligue-nos e mediante um estudo personalizado lhe recomendaremos a melhor tarifa elétrica para seu caso, sem compromisso. Dar-lhe-emos todas as informações para celebrar o contrato de luz e resolveremos todas suas dúvidas de forma totalmente gratuita.

Saiba como se compõe sua fatura de luz

Toda fatura de luz se divide em dois termos; o termo fixo, que representa a potência contratada expressada em kVA, e o termo variável, que corresponde ao consumo energético da morada, expressado em kWh.

Termo fixo (€/dia): É um valor fixo que sempre pagará em sua conta de luz, independentemente do consumo. Seu valor está relacionado à potência contratada, que é a quantidade contratada de luz que poderá utilizar ao mesmo tempo. Caso o cliente perceba que seu disjuntor apaga quando faz uso de muitos aparelhos, é aconselhável que altere a potência elétrica contratada.

Termo de consumo (€/kWh): Geralmente representa a maior parte de uma conta de luz e é, de fato, o preço do kWh da luz consumido, ou seja, é referente ao valor que vai pagar pelo volume consumido.

Para mais informação sobre medidas e unidades elétricas, ligue-nos e resolveremos todas suas dúvidas sem compromisso. Sabemos que o setor energético é um mundo complicado, por isso desde LojaLuz procuramos facilitar a vida dos clientes.

Tipos de tarifas de energia

Existem diversos tipos de tarifas energéticas, como são; as tarifas de eletricidade, anteriormente explicadas, as tarifas de gás natural, ou as tarifas duais, uma modalidade que unifica as faturas de luz e gás natural.

As tarifas duais chegaram como uma lufada de ar fresco no mercado português liberalizado, já que isto beneficia tanto clientes como comercializadoras.

Os clientes ganham comodidade, unificando as duas faturas, fazendo coincidir as duas datas de meios de pagamento, e lidando com uma única companhia fornecedora para resolver qualquer conflito que ocorrer.

Por outro lado, as comercializadoras se beneficiam porque fornecem dois serviços de energia ao mesmo cliente, tendo assim, uma despesa maior. Por este motivo, as tarifas duais são oferecidas com descontos, gerando poupança na despesa energética do cliente.

Conheça as tarifas horárias

Além das tarifas monoelétricas e as tarifas duais, na hora de contratar eletricidade o cliente também deve ter em conta as tarifas horárias. O preço das tarifas horárias varia segundo o momento em que se realiza o consumo, sendo que nestas o dia se divide em diferentes horas com um preço específico para cada momento.

Confira os três tipos de tarifas horárias e escolha o que melhor se adapte à suas necessidades, já que cada uma das tarifas beneficia um tipo de cliente, e pode gerar maior poupança a depender do ritmo de vida de cada um.

  • Tarifa simples: É a tarifa mais comum e mais fácil de se estimar uma fatura já que os preços dos termos nunca mudam, no entanto, muitas vezes são mais caras que as outras tarifas.
  • Tarifa bi-horária: Essa tarifa já vem ganhando notoriedade, ultimamente. Basicamente, aqui, o dia é dividido em duas partes: Dentro e fora de vazio, onde a economia pode ser vista quando se consuma mais nas horas dentro de vazio.
  • Tarifa Tri-horária: É uma tarifa mais complexa, já que necessitaríamos de uma grande organização horária para poder poupar. Aqui, o dia é dividido em três partes e também se modificam as horas quando entramos no horário de verão.

Como poupar na fatura de luz

Contratar a tarifa de luz mais barata é a chave para poupar na fatura elétrica. No entanto, existem outras formas para poupar, como ajustar a potência de luz a seu consumo energético, ou reduzir o gasto energético com mudanças nos seus hábitos.

Algumas das dicas mais efetivas para poupar no termo de consumo da sua fatura de luz são:

  1. Trocar lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes. Apesar das lâmpadas fluorescentes serem mais caras, elas consomem muito menos electricidade, e em pouco tempo fazem valer a pena.
  2. Regule a temperatura do frigorífico no inverno, ajustando o termostato para evitar desperdício de energia.
  3. Tome banhos curtos. Ficar no chuveiro com água quente é relaxante, mas seu banho não deveria demorar mais de 7 minutos.
  4. Coloque cortinas e tapetes, já que o frio e o calor são transmitidos pelas janelas e pelo chão.
  5. Tape as fugas de ar da sua casa, como janelas ou portas que não fecham bem ou condutos de ventilação.
  6. No verão, mantenha o ar acondicionado entre 25 e 22 graus. Se baixar de 21 graus a fatura elétrica aumenta de preço consideravelmente.
  7. Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem bastante energia. Portanto, tente usá-los quando houver bastante roupa acumulada para realizar o trabalho de uma única vez.
  8. Sempre que possível, dê preferência ao micro-ondas em vez do forno ou fogão.
  9. Decida o que vai pegar antes de abrir a porta do frigorífico.
  10. Evite deixar aparelhos eletrônicos em stand-by. Apesar de desligados, esse modo pode representar um gasto mensal de até 12%.

Selectra é o 1º comparador de ofertas dos fornecedores de eletricidade e gás natural em Portugal, com mais de 8.000 contratos assinados em 2016.

Ler mais